Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |  Quem Somos  |  Editoriais  |  Classificados  |  Clube do Assinante  |  Fale Conosco
Ed. 462 de 15 de maio
Publicidade legal
26/10/2016 às 20:59
Após reportagem do JB, Prefeitura tira lixão da Ilha dos Valadares
A edição do jornal que foi para às bancas desta segunda-feira (24) trouxe a denúncia sobre a situação da Fábrica de Cimento e o problema do bairro Sete de Setembro

Jornal trouxe como estava a situação da fábrica de blokrets na edição de segunda-feira (24) e limpeza foi realizada no local durante a tarde de hoje.

Qual é a função de um veiculo de comunicação, além de informar, senão a de servir como ferramenta na busca de solução aos problemas da cidade e população. Desde que foi às bancas o JB tem procurado ser esta ferramenta e cobrado do Poder Público e segmentos para que façam seu dever de casa.

Nesta segunda-feira 24), mais uma vez, o jornal trouxe o problema do lixão da Fábrica de Cimento da Ilha dos Valadares no bairro do Sete de Setembro, diante do descaso da secretaria de Administração da Ilha dos Valadares, comandada por Mauricio Assunção e da Secretaria de Meio Ambiente, que tem como titular, Adriana Albini, ambos agentes públicos que fazem parte do grupo político do vereador reeleito Jozias de Oliveira Ramos (PDT), presidente do PDT, do qual faz parte o ex-prefeito José Baka Filho.
 

Foto: PMP

Bastou a nova cobrança do JB para a prefeitura, através das duas secretarias, Ilha e Meio Ambiente, realizaram uma ação conjunta e eliminaram lixão na Ilha dos Valadares. Veja abaixo a nova cobrança do JB feita na edição quer está nas bancas;

 

Abandonada, Fábrica de Blokret volta a ser lixão da Ilha dos Valadares


Em fevereiro de 2015, o Vereador João Carlos Rodrigues Alves (PPS), o Carlinhos da Ilha, mostrava um largo sorriso na reportagem estampada no site da Câmara Municipal, comemorando a reativação da Fábrica de Blokret na Ilha dos Valadares em Paranaguá. No mês seguinte, Maurício do Rosário Assunção assume a Secretaria Regional da Ilha dos Valadares, mesmo assim, a alegria de Carlinhos da Ilha durou pouco.

Em agosto do mesmo ano, a Presidente da Associação de Moradores da Ilha dos Valadares (AMIV), Mirian Alaferdoglou denunciava ao JB que o local voltou a ser o lixão no Bairro Sete de Setembro, sem que os três vereadores da ilha, Sandra Neves (PDT), Carlinhos da Ilha e Jacir Moraes de Oliveira (PSD) tomassem qualquer atitude contra esta situação.

Na oportunidade o JB constatou no local lixo doméstico e entulho que se encontram espalhados por todos os cantos e, em alguns pontos, observou-se que a prefeitura estava fazendo a retirada do lixão acumulado. Sem cerca ou muro para impedir o acesso, o problema é agravado pelo lixo despejado pelos moradores próximos ao local, onde o mau cheiro é sentido com facilidade. Além disto, há a situação precária dos equipamentos usados na coleta do lixo na ilha.

O problema existe desde a primeira gestão do Ex-prefeito Mário Roque (PMDB), segunda Mirian, porém, foi ao longo do mandato de José Baka Filho (PDT) que a situação se agravou e o descaso prossegue na atual administração. O problema é do conhecimento do Ministério Público do Paraná (MPPR) e, até agora, o único punido, segundo a presidente da AMIV, foi Dorival Silva, conhecido por “Navio”, ainda na gestão Baka.

 

Nada mudou no mandato de Mauricio Assunção
 

 

Na administração da Ilha dos Valadares, há um ano e sete meses, o Secretário Mauricio Assunção parece não encontrar solução para o problema. A reportagem do JB esteve na Fábrica de Blokret e encontrou a situação de agosto do ano passado ainda mais agravada. O acesso ao local é facilitado pela ausência de cerca, muro e portão. Materiais de construção, como areia, estão amontoados e ao acesso de qualquer pessoa, cavalos pastam no interior do lixão e as formas das blokrets, feitas em ferro, estão amontoadas no tempo, sujeitas ao clima e sem proteção. A estrutura em madeira da fábrica mostra sinais de desgaste e uma parte do telhado está sem proteção pela falta de telhas de fibrocimento. Um trator está completamente sem condições de uso e um caminhão de coleta e outro de caçamba também estão dispostos ao tempo.

Trator sucateado e abandonado. Foto: JB

Caminhão de coleta e caçamba spostos ao tempo. Foto: JB

Desperdício de material de construção. Foto: JB

 

 

            

Últimas Notícias
PUBLICIDADE
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado
Cinema
A Bela e a Fera
Cinema
Kong: A Ilha da Caveira
Cinema
Logan
COLUNISTAS
Notícias mais lidas
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado