Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |  Quem Somos  |  Editoriais  |  Classificados  |  Clube do Assinante  |  Fale Conosco
Ed. 458 de 17 de março
Publicidade legal
20/08/2015 às 11:00
Empresa fatura R$ 3,3 milhões em apenas 90 dias na prefeitura

Prefeitura já fechou 18 contratos com a Arte Múltipla em pouco mais de três meses

Empresa que foi uma das doadoras da campanha de 2012 da prefeita de Guaratuba, Ivani Justus (PSDB), a Arte Múltipla Empreendimentos LTDA - EPP, com sede em Guaratuba e que pertence ao empresário Otávio Carvalho do Amaral, de abril até julho, já acumula exatos R$ 3.314.173.23 em 18 contratos assinados com a Prefeitura de Paranaguá, ou seja, uma média de R$ 1,1 milhão ao mês de faturamento na prestação de serviços nos prédios públicos. 

Através de um levantamento feito pelo JB no Portal da prefeitura, pode-se constatar que o primeiro deste ano ocorreu no dia 8 abril e foi assinado pelo prefeito em exercício, Jozias de Oliveira Ramos (PDT), em razão da viagem do prefeito Edison de Oliveira Kersten (PMDB) para Brasília, um dia antes da assinatura deste contrato com a Arte Múltipla.

Na época, foi um contrato de R$ 252.650,84, para um período de 60 dias para prestação de serviços de manutenção preventiva, corretiva e de conservação dos prédios municipais em atendimento à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsu).

Para checar este levantamento, o JB questionou para saber desde quando a empresa passou a ter contrato com a prefeitura e a resposta foi que a partir deste ano. Entretanto, o DOE traz uma informação diferente desta afirmação e mostra que no dia 19 de dezembro do ano passado, ocorreu, de fato, o 1° contrato da Arte Multipla com a atual administração, através da Fundação Municipal de Cultura “Nelson de Freitas Barbosa”. Neste contrato, feito exatamente para o mesmo objeto da Semsu, a Arte Multipla faturou R$ 100 mil num prazo de 90 dias. Ainda em abril, a empresa faturou mais R$ 300 mil por 120 dias em novo contrato feito exatamente para o mesmo objeto das ações anteriores, desta vez, em atendimento à Secretaria Municipal de Educação e Ensino Integral (Semedi), fechando o mês com mais de R$ 550 mil.

Contratos modestos em maio

No mês seguinte, a Arte Multipla fechou três contratos com valores modestos com a administração, todos para o mesmo objeto, mas desta vez com locais informados na contratação. O primeiro foi um contrato de R$ 35.458,93 por 60 dias no Restaurante Popular em atendimento à Secretaria Municipal de Ação Social (SEMAS). O segundo chama a atenção por se tratar do mesmo objeto, porém, com um valor de R$ 7.132,26 por 60 dias para executar serviços junto às unidades básicas de saúde (UBS) Jardim Iguaçu, Valadares, CAIC, João Paulo II, Santos Dumont, Vila Guarani, Baduca (emergenciais), em atendimento à Secretaria Municipal de Saúde (Semas). Ou seja, R$ 3.566,13 ao mês para atender sete UBS. O último contrato do mês também chama atenção pelo mesmo fato, pois com R$ 4.031,63 para um período de 120 dias, a empresa realizará serviços junto as UBS Evanil Rodrigues, João Paulo II e Baduína Andrade Lobo (Baduca), em atendimento à Secretaria Municipal de Saúde. Ou seja, uma média de R$ 1.007,97 ao mês para executar serviços em três UBS.

Mais de R$ 700 mil em junho

Em junho, os valores modestos foram trocados por mais de R$ 700 mil em cinco novos contratos que totalizaram R$ 726.904,42 com a Arte Multipla. O primeiro com o mesmo objeto foi para execução de serviços junto ao Mercado do Café, em atendimento a Semsu, no valor de R$ 86.052,58 por 120 dias. O segundo foi para execução dos serviços junto ao Centro Odontológico Christiane Rabello Silveira e Unidade de Saúde Simão Aiseman, em atendimento a Semas no valor de R$ 67.254,20 também por 120 dias. O terceiro foi para realização de serviço junto as escolas municipais Francisca Pessoa Mendes, Eva Tereza Amarante Cavani, Anibal Ribeiro Filho e Nayá Castilho, em atendimento a Semedi no valor de R$ 211.043,26, desta vez por 190 dias. O quarto foi para execução dos serviços, sendo este referente aos serviços que serão realizados junto aos cemitérios, São Francisco de Assis (Ilha dos Valadares), Nossa Senhora do Carmo e São Benedito, em atendimento à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, no valor de R$ 330.633,58 por 90 dias. O último foi para execução de serviços de manutenção da edificação do quartel da Costeira, em atendimento ao 8º Grupamento de Bombeiros, no valor de R$ 31.920,80 por 120 dias.

Mais de R$ 1,8 milhão em julho

O mês foi de muito faturamento para Arte Multipla que fechou sete contratos com a prefeitura que totalizaram R$ 1.887.995,15 e o primeiro já foi de R$ 557.135,53 por 12 meses, desta vez para execução de um objeto diferente. O contrato foi execução de serviços de reparos e manutenção de redes de drenagem e recuperação de pavimentação em paralelepípedos e blocos de concreto sextavados, referente ao trecho do bairro do “Parque São João”, em atendimento à Secretaria Municipal de Obras Públicas (Semop). O segundo foi também para execução de serviços de reparos e manutenção de redes de drenagem e recuperação de pavimentação em paralelepípedos e blocos de concreto sextavados, referente ao trecho do bairro do Ponta do Caju, em atendimento a Semop no valor de R$ 835.703,30 por 12 meses. O terceiro foi o objeto das ações anteriores em atendimento a Semas, sendo R$ 79.950,01 para os serviços emergenciais em todas as UBS e R$ 216.693,38 para atender as necessidades de manutenção das UBS, Luis Carlos Gomes (Vila do Povo), Serraria do Rocha, Caic, Norberto Costa, Vila Garcia, Jardim Iguaçu e Jardim Araçá no valor de R$ 296.643,39 por 150 dias. Neste caso, vale ressaltar que no final do ano passado, a prefeitura perdeu recursos na ordem de R$ 600 mil do Governo Federal destinado justamente a esta necessidade das UBS por erro na execução dos projetos e, agora, teve que usar recursos próprios do município.
O quarto foi para o objeto predominante dos contratos para execução dos serviços de manutenção e conservação de imóveis dos CRAS Nilson Neves e Porto dos Padres, em atendimento a Semsa no valor de R$ 92.477,26 por 120 dias.

O quinto foi para execução dos serviços de manutenção de imóvel no Restaurante Popular em atendimento a Semsa, no valor de R$ 27.087,47 por 90 dias. O sexto foi para execução dos serviços de manutenção da Depuradora de Ostras e a Antiga Casa do Pescador (atual Casa das Notas), em atendimento a Semsa no valor de R$ 48.115,18 por 120 dias. O último foi para execução dos serviços de limpeza da fachada e reforma do telhado do prédio do Palácio São José no valor de R$ 30.833,02 por 30 dias.

Atividade econômica

Vale ressaltar que a atividade econômica principal da Arte Multipla, segundo consta em seu CNPJ, é para construção de edifícios e o que mais chega próximo da prestação de serviço contratada é o serviço de engenharia, arquitetura e administração de obras. Outro detalhe é que a empresa foi aberta em setembro de 1998, mas a data da situação cadastral consta que ela está ativa desde o dia 27 de agosto de 2005. Ou seja, um lapso de sete anos.

 

 

Últimas Notícias
PUBLICIDADE
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado
Cinema
A Bela e a Fera
Cinema
Kong: A Ilha da Caveira
Cinema
Logan
COLUNISTAS
Notícias mais lidas
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado