Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |  Quem Somos  |  Editoriais  |  Classificados  |  Clube do Assinante  |  Fale Conosco
Ed. 471 de 18 de julho
Publicidade legal
17/12/2016 às 16:13
Gransol amplia estrutura para dobrar movimentação de cargas em Paranaguá
Gransol amplia estrutura para dobrar movimentação de cargas em Paranaguá

Gransol amplia estrutura para dobrar movimentação de cargas em Paranaguá

Depois de quatro décadas movimentando cargas pelos silos públicos e por grandes multinacionais do setor, a Gransol vai construir uma estrutura própria para operar pelo Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. Foto: Divulgação. Foto: Fabio Scremin/APPA
 

Depois de quatro décadas movimentando cargas pelos silos públicos e por grandes multinacionais do setor, a Gransol vai construir uma estrutura própria para operar pelo Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. O empreendimento vai dobrar a movimentação anual da empresa no Litoral Paranaense. 

O investimento da Gransol, previsto em R$ 110 milhões, compreende a construção de silos e a instalação de correias transportadoras. A ideia da empresa é ganhar autonomia e incrementar a movimentação anual de grãos. 

Os R$ 110 milhões que serão aportados pela Gransol integram o programa de investimentos privados de R$ 5,1 bilhões para os Portos do Paraná, até 2030. 

De acordo com o diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina, Luiz Henrique Dividino, os projetos incluem novos terminais e arrendamentos, renovações de contratos, rearrendamentos de áreas públicas e contratos de passagem, que é o caso da Gransol. 

“Fizemos um Plano de Desenvolvimento e Zoneamento do Porto Organizado que apontou demandas para a movimentação portuária nos próximos 15 anos. Os investimentos públicos de cerca de R$ 600 milhões aportados nos últimos cinco anos foram feitos com base nestas demandas e, agora, a iniciativa privada segue neste o mesmo caminho”, declarou Dividino. 

Ele explica que os portos do Estado estão sendo planejados até 2030, quando a demanda de movimentação de cargas no Paraná deverá saltar das atuais 45 milhões de toneladas para 83 milhões de toneladas. 


PREVISÃO – A nova estrutura da Gransol compreende três silos com capacidade estática de armazenamento de 25 mil toneladas cada. Além disso, serão instaladas correias transportadoras de grãos ligadas ao Corredor de Exportação com capacidade de carregamento de 4 mil toneladas por hora. 

Com a nova estrutura inaugurada, a meta da Gransol é dobrar a movimentação de cargas por Paranaguá, saltando de 1 milhão de toneladas anuais para 2 milhões de toneladas. 

“Somos uma empresa de Paranaguá e é uma satisfação poder investir assim na estrutura do nosso porto. Acreditamos neste incremento de movimentação nas nossas atividades”, afirma o diretor da Gransol, Waldemir Vale. A previsão é que o empreendimento fique pronto e comece a operar até o começo de 2019. 

Nem mesmo a crise econômica que se arrasta no Brasil nos últimos dois anos desencorajou a Gransol. “O Paraná é um Estado com uma agricultura muito forte e, por isso, apostamos no setor”, explica Vale. Além de carga do próprio Estado, a empresa também movimenta grãos vindos do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e São Paulo.

 

Fonte: AEN
 

Leia também:
Últimas Notícias
PUBLICIDADE
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado
Cinema
A Múmia
Cinema
Meu Malvado Favorito 3
Cinema
A Bela e a Fera
COLUNISTAS
Notícias mais lidas
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado