Facebook
Twitter
Twitter
Google +
Home  |  Quem Somos  |  Editoriais  |  Classificados  |  Clube do Assinante  |  Fale Conosco
Ed. 472 de 25 de julho
Publicidade legal
15/07/2017 às 18:50
Prefeitura investe meio milhão e concluirá creche de R$ 2,1 milhões em Paranaguá

COM DISPENSA DE LICITAÇÃO

Possível recordista municipal em gasto de recursos, prazo de conclusão e número de construtoras, a creche do Jardim Iguaçu custará aos cofres da prefeitura mais de R$ 2,1 milhões quando for entregue aos moradores do Jardim Iguaçu

Terceira empresa está trabalhando até no sábado para concluir no prazo. Foto/JB
Terceira empresa está trabalhando até no sábado para concluir no prazo. Foto/JB


Iniciada na gestão de José Baka Filho (PDT), sem conseguir sua conclusão em toda a gestão de Edison de Oliveira Kersten (PMDB), a obra do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) do Jardim Iguaçu deverá ser entregue pelo atual prefeito de Paranaguá, Marcelo Elias Roque (PODEMOS) ainda neste ano.

Um levantamento feito pelo JB, tendo por base documentos de processos licitatórios, repasse de informação da prefeitura e reportagens feitas pela Assessoria e, hoje, Secretaria Municipal de Comunicação, mostrou que desde 2012 empresas estão se revezando na execução da obra e gastando recursos públicos sem entregar a creche para a comunidade.

Em 2012, a Empresa Coelho & Ribeiro Construções Elétricas e Civis Ltda executou 81% da obra, porcentagem garantida pela Secretaria Municipal de Educação e Ensino Integral (SEMEDI) e gastou um montante de R$ 947.031,02. Depois que abriu processo de falência ficou impossibilitada de continuar o empreendimento.
 

Vereador Edu e Kersten na obra que não foi entregue até 2016. Foto/PMP

Em 2015 a Empresa Construtora Enoque Teixeira assumiu a responsabilidade de concluir os 19% restantes da creche, em um prazo de seis meses por R$ 657.454,35. Porém, da mesma forma que a empresa anterior, esta também abandonou a obra.

Neste ano, a atual gestão está investindo R$ 546.500,00, por meio do processo de Dispensa de Licitação 011/2017, para que a Empresa Ouro Verde Serviços de Acabamentos de Luiz Henrique da Silva Chaves conclua o restante da obra. Entretanto, não se sabe qual a porcentagem executada dos 19% que faltavam pela Construtora Enoque Teixeira e tampouco o valor recebido pelo trabalho. Desta forma, também não se sabe a porcentagem da obra a ser concluída e que serão pagos pouco mais de meio milhão de reais para a Ouro Verde.  

Cinco anos de execução

Faltando apenas dois meses para completar cinco anos de execução, a reportagem esteve no prédio e constatou que a obra está em ritmo acelerado, com os funcionários da empresa trabalhando, inclusive no sábado nos períodos de manhã e tarde. De acordo com o responsável que estava na obra, os pisos em paver do pátio e na área interna estão praticamente concluídos. Entretanto, ainda existem situações a serem corrigidas da última empresa que trabalhou no prédio, inclusive no piso a base de mosaico, que terá que ser removido e recolocado novamente.
 

Paver do pátio externo já está colocado. Foto/JB

A reportagem constatou, ainda, a qualidade do serviço que está sendo feito e a dedicação dos funcionários da empresa, que não estão medindo esforços para entregar a obra no prazo definido pelo contrato.

De acordo com informações da SEMEDI repassada ao JB em 2014, a expectativa é que a unidade tenha capacidade para atender a 120 crianças. Porém, uma reportagem veiculada no site da prefeitura em setembro de 2012, informava que, depois de pronta, atenderia em torno de 240 crianças do bairro.

240 crianças atendidas depois da obra concluída, disse prefeitura em 2012. Foto/JB

Últimas Notícias
PUBLICIDADE
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado
Cinema
A Múmia
Cinema
Meu Malvado Favorito 3
Cinema
A Bela e a Fera
COLUNISTAS
Notícias mais lidas
Publicidade Jornal dos Bairros | Informação com Resultado